Descubra qual o preço de um parto natural em casa com uma equipe de parto domiciliar dedicada!

 

Busca por partos domiciliares crescem

A procura por partos domiciliares mais que dobraram em 2021, segundo dados de pesquisa do Google. A pandemia pode ter um papel nisso, não só pelo aumento no número de gravidezes, mas também com a hiperlotação dos hospitais, o que faz com que mulheres e famílias busquem um ambiente mais íntimo e seguro para o parto.

 

Segundo notícia publicada na CNN Brasil, mais de 2,3 milhões de bebês nasceram no Brasil após o início da pandemia. Na realidade, especialistas já previam um novo “baby boom” desde o início, em 2020.

 

Entretanto, o aumento tão grande na procura por partos domiciliares não está unicamente relacionado à pandemia, é claro, mas principalmente a uma maior conscientização da parte das mulheres, que buscam cada vez mais uma experiência positiva e humanizada.

 

O parto domiciliar planejado voltou a estar nos holofotes com o ativismo de profissionais da obstetrícia, enfermagem, doulas e gestantes. Contudo, ainda hoje não é uma opção assegurada pela rede pública de saúde, o SUS. Exceto por algumas poucas iniciativas no Brasil, como a Casa Ângela, um centro de parto humanizado em São Paulo, as mulheres que queiram ter um parto humanizado em casa devem contratar de forma particular, tratando diretamente com a equipe de parto que fornece o atendimento.

 

Dessa forma, claro que os custos são uma preocupação considerável de boa parte das gestantes. Por isso, o Vila Materna traz a resposta para a sua pergunta: Quanto custa um Parto Domiciliar planejado?

 

Quanto custa um parto em casa?

Geralmente, um parto domiciliar planejado custa entre R$4.500,00 e R$10.000,00. Os valores podem variar de acordo com uma série de fatores, sendo os principais:

 

  • Região de atendimento
  • Composição da equipe de parto domiciliar
  • O que está incluído no plano (atendimento pré-natal, pós-natal, trabalho de parto, etc)

 

A equipe mínima para atender um Parto Domiciliar é composta por 2 Enfermeiras Obstetrizes, sendo uma principal e outra como “reserva”, caso seja necessário substituir a parteira principal. Porém, as equipes variam bastante e podem também fazer parte da equipe de parto domiciliar:

  • Enfermeira Neonatal
  • Doula (opcional)
  • Fisioterapeuta (opcional)
  • Consultora de Amamentação (opcional)

 

O melhor será entrevistar várias equipes de parto diferentes antes de decidir qual responde melhor às suas expectativas e necessidades.

 

Quanto aos valores, o Vila Materna perguntou a algumas mães quanto pagaram em seus partos domiciliares, veja as respostas abaixo!

Custo de um Parto Domiciliar no Brasil

  • Rio de Janeiro (RJ, 2020): R$ 6.000,00 reais (sem doula). Valor incluía 3 consultas pré-natal, 3 consultas pós-parto e o parto.

  • São Paulo (SP, 2015): R$ 4.500,00 reais (sem doula). Valor incluía 3 consultas pré-natais após 30 semanas, 3 consultas pós-parto e o parto. Equipe formada por duas obstetrizes. Com a doula, o valor ficou em R$ 5.000,00.

  • Cuiabá (MT, 2020): R$ 5.000,00 reais (sem doula). Valor cobria 3 consultas pré-natais, 3 consultas pós-parto e parto. Equipe formada por 2 Enfermeiras Obstetrizes e uma Enfermeira Neonatal. Com a doula, o valor ficou em R$ 6.500,00.

  • Juiz de Fora (MG, 2019): R$ 6.000,00 reais (sem doula). Valor incluía 3 consultas pré-natais após 30 semanas, 3 consultas pós-parto e o parto. Equipe formada por duas obstetrizes.

  • Curitiba (PR, 2020): R$ 6.500,00 reais (sem doula). Valor incluía 4 consultas pré-natais, 4 consultas pós-parto e parto. Equipe formada por 2 Enfermeiras Obstetrizes.

  • Vitória (ES, 2018): R$ 7.000,00 reais (sem doula). Valor incluía 3 consultas pré-natais, 3 consultas pós-parto e parto. Equipe formada por 2 Enfermeiras Obstetrizes.

 

Caso ainda tenha dúvidas, dá uma lida no nosso artigo sobre Parto Domiciliar Planejado!

 

Sobre a autora

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Vila Materna é um portal de informações baseada em evidências científicas sobre gestação, maternidade e educação e com firme compromisso com a perspectiva feminista e os direitos das mulheres e crianças.

    Inspiração

    “A mulher viva e politizada afirma ser uma pessoa quer esteja ligada a uma família ou não, quer esteja ligada a um homem ou não, quer seja mãe ou não”.


    – Adrienne Rich, Of Woman Born: Motherhood as Experience and Institution

    Aline Rossi © 2020. Todos os direitos reservados.