A prática da yoga pode trazer muitos benefícios para a saúde da gestante e ajuda a preparar para o parto. Conheça as posturas de yoga mais recomendadas e as contraindicações!

Há muitas formas de se preparar para o parto — e todas passam ou deviam passar por exercitar o corpo. Se não costuma praticar esportes ou se já pratica, porém precisa de algo mais leve, a Yoga pode ser uma excelente alternativa!

Uma vez que a yoga visa atingir um equilíbrio entre a respiração, a mente e o corpo, fica claro como praticar yoga na gestação pode ser a alternativa perfeita para passar pelo período gravídico e o parto, que além de trazerem mudanças físicas, trazem também muitas variações hormonais, além de dúvidas, receios e incertezas à mente.

Portanto, praticar yoga na gestação pode ser uma boa forma de se preparar holisticamente para o parto e também para um pós-parto mais suave.

Pode fazer yoga na gravidez?

A resposta é sim, com certeza! A yoga é um tipo de exercício excelente para gestantes e que pode ser praticado do início ao fim da gestação, ajudando inclusive no trabalho de parto e no pós-parto.

Quem NÃO PODE fazer yoga na gestação? Há contraindicações?

Sim, existem alguns casos em que há contraindicações, como gestantes que apresentem sangramento persistente após o 2º e 3º trimestre de gravidez. Outros casos contraindicados seriam:

Nesse caso, o ideal será falar com o seu ou a sua médica e fazer uma avaliação com a instrutora de yoga para avaliar se a yoga é uma opção para o seu caso.

Benefícios da Yoga para Gestantes

São muitos os benefícios de praticar yoga na gravidez e a maioria deles não só serve de preparo físico para o parto, mas também uma preparação mental para passar pelo processo de trabalho de parto e o expulsivo. Veja alguns:

  • Tonifica os músculos;
  • Fortalece a coluna;
  • Aumenta o foco e autocontrole;
  • Melhora a respiração;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Reduz as dores na lombar;
  • Reduz inchaço nos pés;
  • Ajuda a controlar a ansiedade;
  • Garante mais flexibilidade;

Como fazer yoga na gravidez?

Se você nunca praticou yoga nem nenhum outro tipo de exercício, o ideal é começar com posturas mais iniciantes e depois ir ampliando seu leque de posições com o tempo, conforme for ganhando mais flexibilidade e controle sobre a respiração.

Posições de Yoga para Grávidas

Fica aqui algumas dicas para grávidas iniciantes que queiram começar a treinar yoga na gestação. As posturas abaixo podem, inclusive, ser feitas esporadicamente em casa quando sentir dores ou cansaço físico.

Postura Gato-Vaca
Alivia dores na lombar e fortalece os músculos do antebraço e coxas.

postura gato vaca yoga para gestantes
Em cima: postura Vaca, abaixo: postura do Gato. (Créditos: Depositphoto.)

Postura da Criança
Alivia dores nas costas. Ótima para momentos de contração de parto:

postura da criança para grávidas
Créditos: Depositphoto.

Postura da Ponte
Alivia dores na lombar, fortalece as pernas e o assoalho pélvico.

postura de yoga para grávidas
Postura da Ponte. Créditos: Depositphoto.

Postura do Cachorro
Alivia dores nas costas e no baixo-ventre, fortalece o assoalho pélvico e pode ajudar a virar o bebê, se tiver numa gestação pélvica.

yoga na gestação
Créditos da imagem: FittaMama.

Onde aprender Yoga para Gestantes?

Nesse momento de pandemia, diria que o menos indicado era ir para alguma academia fazer com mais pessoas, que também são grupo de risco, ao redor. Portanto, algumas alternativas seriam:

  • Baixar um aplicativo de Yoga e fazer em casa
    Prós: 
    Gratuito, fácil acesso, faz ao seu tempo e onde quiser;
    Contras: Sem orientação e avaliação profissional, pode ser um risco desnecessário se aventurar a fazer determinadas posturas.
  • Yoga para Gestantes no Youtube
    Prós: 
    Gratuito, fácil acesso, faz ao seu tempo, ensinado por profissional;
    Contras: Idem ao aplicativo, uma vez que a professora não orienta.
  • Curso de Yoga para Gestantes Online
    Prós: 
    Fácil acesso, faz ao seu tempo, orientação e acompanhamento profissional adequado, ainda que à distância;
    Contras: tem que pagar.

Sobre a autora

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Vila Materna é um portal de informações baseada em evidências científicas sobre gestação, maternidade e educação e com firme compromisso com a perspectiva feminista e os direitos das mulheres e crianças.

    Inspiração

    “A mulher viva e politizada afirma ser uma pessoa quer esteja ligada a uma família ou não, quer esteja ligada a um homem ou não, quer seja mãe ou não”.


    – Adrienne Rich, Of Woman Born: Motherhood as Experience and Institution

    Aline Rossi © 2020. Todos os direitos reservados.