Compartilhe

Sexo é uma parte importante da vida e durante a gestação não é diferente. Embora haja muitos mitos e medos envolvendo o sexo na gravidez, deixar de fazer sexo não é necessariamente a resposta. Aliás, muitas mulheres experimentam um aumento considerável da libido quando estão grávidas! Neste artigo, vamos responder todas as suas dúvidas sobre sexo na gravidez.

Sexo na gravidez: pode ou não pode?

Pode, mas depende. Em geral, é seguro continuar fazendo sexo durante a gravidez, desde que você esteja confortável e não tenha complicações médicas. No entanto, há algumas coisas que deve ter em mente e situações que podem exigir mais atenção. Por exemplo:

 

  • Histórico de parto prematuro

Evite fazer sexo se estiver com a gestação avançada caso tenha um histórico de gravidezes anteriores que resultaram em trabalho de parto prematuro;

 

  • Lubrificantes à base de água

Evite utilizar lubrificantes à base de óleo, pois estes podem danificar e romper o preservativo, aumentando o risco de contrair infecções ou DSTs. Dê preferência aos lubrificantes à base de água;


  • Nem todas as posições servem

Evite certas posições que podem ser desconfortáveis ou colocar pressão sobre a barriga, como a posição papai-e-mamãe. Em vez disso, tente aquelas que lhe permitam controlar a profundidade da penetração, como as posições de lado ou com você por cima;


  • Se tem sangramento, não tem sexo

Se tiver qualquer sangramento ou corrimento, evite ter relações sexuais até poder discutir e avaliar a situação com o seu ou sua ginecologista;

Que posições não são seguras na gestação?

Embora seja seguro fazer sexo na gravidez na maioria dos casos, é importante ter em mente que o bebê no útero, ainda em crescimento, pode exercer pressão sobre o colo uterino da mãe, fazendo com que certas posições sexuais sejam menos confortáveis que outras.

 

Algumas posições podem não ser seguras durante a gravidez ou podem ser menos confortáveis por aumentar a pressão e somar ao peso da barriga. Por exemplo:

 

  • Frango assado: Esta posição pode não ser tão confortável durante a gravidez, devido à pressão e o peso colocado sobre a barriga da gestante;

 

  • De quatro: Esta posição também pode exercer pressão sobre o abdômen da mãe, tornando menos confortável e agradável para a maioria das mulheres;

 

  • Com a barriga para baixo: Deitar de barriga para baixo geralmente não é recomendado durante a gravidez, pois pode pressionar o bebê;

 

É importante falar abertamente com seu parceiro sobre quais posições a deixam confortável e quais não são tão prazerosas. Não é sexo se apenas uma das partes se diverte!

Quando não é seguro ter relações sexuais durante a gravidez

  • Possibilidade de Parto Prematuro: Se já estiver sentindo contrações ou outros sinais de trabalho de parto prematuro, é importante evitar a atividade sexual, pois pode aumentar o risco de entrar em trabalho de parto;

 

  • Placenta prévia: Se tem placenta prévia, ou seja, uma condição na qual a placenta cobre o colo uterino, a atividade sexual pode ser insegura, pois pode causar sangramento;

 

  • Hemorragia anormal: Se estiver experimentando sangramento vaginal anormal durante a gravidez, é importante evitar a atividade sexual até que a causa do sangramento tenha sido determinada e tratada.

 

  • Infecção: Se você ou seu parceiro tem uma infecção sexualmente transmissível (DST), é importante evitar a atividade sexual até que a infecção tenha sido tratada para evitar que a infecção seja transmitida ao seu bebê.

Fazer sexo durante a gravidez pode afetar ou machucar o bebê?

Na maioria dos casos, é seguro ter relações sexuais durante a gravidez e isso não afetará o bebê. Na barriga, o bebê está protegido pela bolsa amniótica e pelos músculos fortes do útero, e não é afetado pelos movimentos da mãe durante a relação sexual. Entretanto, se algum dos parceiros tiver algum tipo de doença sexualmente transmissível (DST), é importante evitar o sexo até que a infecção tenha sido tratada para evitar passar a infecção para o bebê.

Melhores posições para fazer sexo na gravidez

Há muitas posições sexuais seguras e confortáveis que podem ser mais prazerosas durante a gravidez. Aqui estão algumas opções:

 

  • Conchinha: Esta posição envolve a mulher deitada de lado com o homem atrás dela, e pode ser confortável para ambos os parceiros;

  • Missionário: Nesta posição, a mulher deita-se de costas com o homem em cima. A mulher pode colocar uma almofada sob seus quadris para ajudar a aliviar qualquer pressão sobre suas costas ou abdômen.

  • A mulher por cima: Esta posição permite à mulher controlar a profundidade e o ângulo de penetração, o que pode ser útil se ela estiver sentindo desconforto ou desconforto devido à gravidez.

  • Em pé: Se a mulher estiver em pé confortável, esta posição pode ser agradável e proporcionar uma mudança de ritmo. A mulher pode segurar-se em uma superfície estável, como uma parede ou móveis, enquanto o homem está de pé na frente dela.


É importante lembrar que a experiência de gravidez e conforto de cada mulher durante a relação sexual é diferente. É importante que ambos os parceiros se comuniquem e sejam sensíveis às necessidades e preferências um do outro. Se a mulher estiver experimentando desconforto ou dor durante a relação sexual, ela deve informar ao parceiro e tentar posições diferentes ou fazer uma pausa. É também uma boa ideia discutir qualquer preocupação com um provedor de saúde.

E se for uma gravidez de alto risco?

Se tem uma gravidez de risco, o ideal é discutir sobre os riscos e cuidados da vida sexual com o seu médico ou parteira. A maioria dos médicos poderá recomendar não manter relações sexuais durante a gravidez quando se trata de gestações de risco. Isto porque essas gestações, em geral, têm potenciais de desenvolver complicações para a mãe e o bebê. Contudo, cada caso deve ser analisado individualmente, dependendo dos riscos envolvidos.

Sexo e intimidade não são a mesma coisa

Se o seu médico aconselhar que não tenha relações sexuais, por qualquer motivo que seja, isso não necessariamente significa que a vida íntima do casal deve ficar em suspenso até o parto. Sexo e intimidade não são a mesma coisa.

 

A Dra. Kelly Johnson, sexóloga clínica e PhD. em Sexualidade Humana, diz:

 

Não acho que o sexo seja necessariamente importante durante a gravidez. Para algumas mulheres, a libido aumenta durante a gravidez. Outras podem ter problemas de imagem corporal. Os parceiros também podem sentir um bloqueio ou receio quando se trata de ter relações sexuais com alguém que está grávida.”

 

E continua:

A intimidade, entretanto, é importante. O casal precisa continuar conversando e discutindo a mudança do corpo. Como isto está impactando a autoimagem? Como o parceiro está percebendo esta mudança? Falar sobre o medo do desconhecido e que tipo de pais eles querem ser são grandes tópicos para promover a intimidade. Massagens nas costas e nos pés, carícias e tempo sozinho onde se pode estar conectado na conversa são formas de intimidade.”

denise gomes curso para gestantes

Curso para Gestantes

Não vá para o parto com dúvidas! Assuma o controle da sua gravidez e viva uma Gestação Plena com este curso para gestantes da Dra. Denise Gomes!

Sobre a autora

Compartilhe

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Vila Materna é um portal de informações baseada em evidências científicas sobre gestação, maternidade e educação e com firme compromisso com a perspectiva feminista e os direitos das mulheres e crianças.

    Inspiração

    “A mulher viva e politizada afirma ser uma pessoa quer esteja ligada a uma família ou não, quer esteja ligada a um homem ou não, quer seja mãe ou não”.


    – Adrienne Rich, Of Woman Born: Motherhood as Experience and Institution

    Aline Rossi © 2020. Todos os direitos reservados.