É possível voltar a amamentar mesmo depois de algum tempo sem produzir leite? A resposta é: SIM, é possível! Isso se chama Relactação e vamos explicar o que é e como funciona!


A amamentação é o sonho e, às vezes, o pesadelo de muitas mães. Muitas sonham com esse momento, mas encontram dificuldades e falta de apoio. Não raramente, essa falta de assistência e condições levam a uma interrupção precoce, fazendo com que a mãe deixe de amamentar muito antes do que pretendia.


Todas conhecemos ou, pelo menos, já ouvimos falar dos inúmeros benefícios da amamentação e do aleitamento materno, especialmente nos primeiros meses de vida do bebê. Mas o que fazer se há pouca produção de leite ou se o leite simplesmente “secou”? Vamos conhecer a relactação, como ela funciona e como pode ajudar! 


O que é Relactação?

Na foto, uma mãe usa uma sonda ligada à bolsa de leite materno para estimular a sucção e a relactação.

A relactação é um processo através do qual mulheres podem voltar a produzir leite materno depois de algum tempo sem amamentar (semanas ou mesmo meses).


Seja qual for o motivo pelo qual a mãe deixou de produzir leite ou de amamentar, seja por um período de dias, semanas ou mesmo meses, é possível voltar a amamentar normalmente através da técnica de relactação ou translactação.


Como é feita a Relactação?

Para entender como funciona a relactação é preciso entender como funciona a lactação. Ou seja, como é que nós produzimos leite e amamentamos?


A amamentação, no fundo, pode ser resumida numa questão de demanda e oferta: quanto mais o bebê mama, mais leite produzimos. Isto porque a sucção do bebê durante a amamentação estimula os mamilos, o que, por sua vez, funciona como um sinal para o corpo de que ele precisa “entregar” mais leite.


O processo de relactação usa dessa informação para fazer com que o corpo volte a produzir leite. Como? Através da estimulação frequente dos mamilos, ordenhando o leite materno com uso de bomba, sonda, seringa, mãos e/ou com auxílio da sucção do bebê, geralmente em simultâneo, para restabelecer a produção de leite.


Assim que o corpo consegue recomeçar a produzir leite, ou seja, a relactar, é importante manter uma ordenha frequente para estabelecer e desenvolver uma oferta de leite constante. Aqui, a ajuda de uma Consultora em Aleitamento Materno é essencial para orientar corretamente sobre as práticas da relactação, avaliando a situação individual de cada mulher e o contexto familiar.


O trabalho da Consultora em Aleitamento normalmente começa por uma avaliação da idade, peso e da quantidade de leite produzido para determinar a necessidade de alimentação suplementar (leite humano pasteurizado doado ou fórmula infantil) enquanto a relactação e a produção de leite estão sendo estabelecidos.


Vale dizer que bebês e crianças pequenas que estão sendo amamentadas por uma mãe em processo de relactação devem ser cuidadosamente monitorados para garantir que estão recebendo calorias suficientes.


Quando fazer Relactação?

  • Quando a mãe deixou de amamentar mais cedo do que gostaria, por qualquer motivo;
  • Quando a mãe adotou um bebê recém-nascido e gostaria de amamentá-lo;
  • Quando o bebê esteve doente ou afastado da mãe por algum tempo e não foi amamentado durante o período;
  • Quando a mãe teve de interromper a amamentação para fazer uso de medicação incompatível com o aleitamento durante um período específico de tempo e gostaria de voltar.

curso de amamentação

Prepare-se para Amamentar!

Um curso online 100% prático especialmente preparado para gestantes e novas mães para uma amamentação sem dores e problemas!

Quanto tempo demora a Relactação?

 

Estabelecer expectativas realistas é um passo essencial para o processo de relactação. Afinal, amamentar é muito mais que físico, é também psicológico e emocional. Assim, o tempo do processo para voltar a lactar e para restabelecer o aleitamento regular pode variar de mulher para mulher, dependendo das suas circunstâncias individuais.

 

É bom frisar que a grande maioria das mães serão capazes de amamentar parcial ou totalmente ao receberem o apoio correto. Contudo, o processo de relactação pode ser demorado. Além disso, o sucesso da relactação dependerá, de um lado, da motivação e dedicação dos pais ao processo e, por outro lado, da assistência qualificada de uma Consultora em Aleitamento Materno.

 

Dito isso, a resposta é: não há um prazo certo. A mulher pode voltar a lactar numa questão de dias após o início da estimulação dos mamilos, como também pode levar semanas ou até mesmo meses de estimulação.

 

Alguns fatores importantes são:

 

  1. Há quanto tempo a mulher deixou de lactar;
  2. Idade do bebê;
  3. Características físicas (como bico invertido ou sucção fraca, por exemplo);

 

Quanto mais novos os bebês, maiores são as chances de sucesso da relactação. Geralmente, bebês de até 4 meses respondem muito melhor e voltam mais facilmente a pegar o peito.

 

Contudo, se seu filho é mais velho, não desanime! Mesmo que, supomos, não seja possível estabelecer um suprimento completo de leite, ou seja, que você não consiga voltar a fornecer todas as mamadas do bebê, conseguir voltar a lactar mesmo que parcialmente ainda é uma alternativa melhor que a interrupção completa da amamentação. Os bebês sempre irão ser beneficiados pelo aleitamento materno, mesmo que não seja na frequência que a mãe gostaria.

 

Então, para responder nossa pergunta inicial…

 

 

É possível voltar a amamentar depois de ter parado?

 

Sim, é completamente possível! O processo de relactação é mais comum do que parece e, geralmente, não implica técnicas invasivas ou químicas. Com o estímulo correto e as orientações informadas de uma Consultora em Aleitamento Materno, a maioria das mulheres conseguirá voltar a lactar, mesmo que tenha parado de produzir leite há semanas ou até mesmo meses!

 

Procurar ajuda o quanto antes é o ideal. Quanto mais cedo, maiores as chances da relactação ser bem-sucedida. Se tiver dificuldade em encontrar uma Consultora em Amamentação na sua região, procure o Banco de Leite do hospital ou maternidade mais próxima e peça apoio às enfermeiras da Maternidade.. Elas conseguirão orientar! 🙂

 

Gostou? Compartilhe esse artigo com outras mulheres e ajude a espalhar informação de qualidade!

Sobre a autora

  • Quanto tempo é a relactação

    1. Oi Joana! Pode levar poucas semanas ou até 3-4 meses, depende de alguns fatores como: idade do bebê. há quanto tempo não amamenta, características físicas (como dificuldade de sugar). Dá uma olhada nessa seção do texto: Quanto tempo demora a relactação?

  • Oii,meu nome é Bruna estou sem amamentar por 11 dias mais tenho leite ainda e eu tirei de vez meu filho por motivos pessoais e agora quero voltar a mamentar ele tem 9 mês,disseram q não posso amamentar ele porque ele pode morrer é verdade?

    1. Nada a ver. Pode amamentar sim. A não ser que esteja a tomar algum medicamento muito forte ou incompatível (o pediatra pode ajudar a esclarecer), pode voltar a amamentar quando quiser.

    2. Oiiii eu parei ja fais um dois anos e porque voltou a sair leite meio branco clarinho

  • Minha filha parou de amamentar quando eu tomei medicamento e estava afastada dela por que eu estava com COVID, ela parou com 1 mês 😢 e eu queria poder voltar a amamentar ela ainda com 5 meses agora, posso voltar a amamentar ela ?

    1. Oi Lary! Sim, é possível voltar a amamentar mesmo depois de meses parada. Como já faz 5 meses, recomendo fortemente buscar o apoio de uma Consultora de Amamentação na sua cidade, pois poderá precisar de algum estímulo e técnicas corretas para relactar. Tudo de bom pra vcs duas!

  • Meu bebê tem 11 meses ele mamava super bem amava o Tetê dele, mas infelizmente ele foi forçado a largar porque tive que ficar internada por 20 dias, agora voltei pra casa e ele não quer mamar de jeito nenhum, estou arrasada pois amo amamentar Sintia uma conexão muito forte com ele nesse momento. Ainda tem chances dele voltar?

    1. Totalmente, é super possível. Recomendo procurar ajuda de uma consultora de amamentação. Ela poderá te dar dicas de como fazer esse processo;)
      Boa sorte! Depois conta pra gente como foi 🙂

  • Parei de amamentar por alguns dias pq meu bebê recém nascido machucou muito o seio e não pegava com sangue. Agora cicatrizou e quero tentar novamente, ainda tenho um pouco de leite, mas estou produzindo cada vez menos. É possível voltar a amamentar?

    1. Sim, é possível. A produção funciona numa base de oferta e demanda: quanto mais o bebê mama, mais leite seu corpo produzirá. Siga as dicas do artigo e, se sentir que precisa de ajuda, recomendo procurar uma consultora em aleitamento. Às vezes, uma consulta só já faz uma enorme diferença para voltar a amamentar!

  • Meu filho tem 11 meses produzo nuito leite mais por conta de falarem que ele ja ta grande meu leite não sustenta mais ele desanimei, faz 1 semana que parei de amamentar ele pede não sei se continuo a tirar ou colto a dar de mamar mais um tempo assim sem amamentar não faz mal a ele? Tem uns 2 dias que tenho dor no peito empedrado um pouco e dói, fui ver remedio para secar mais e muito caro, tbm me falaram que se eu tomar e pensar em ter outro prejudica a amamentação verdade? Sinto falta de amamentar ele pq e um momento único meu e dele 😔😍

    1. Oi Ketlin, tudo bem? Antes de tudo, um abraço. É muito difícil lidar com essa pressão externa toda. O melhor é ignorar o que dizem as outras pessoas, pois sempre haverá algo a apontar: ta engordando muito, ta muito magro, ta forte, ta fraco… Isso é opinião, não é fato nem evidência científica.

      A Organização Mundial da Saúde recomenda prolongar a amamentação até 2 anos ou mais, se possível. Eu mesma amamentei até os 3 anos. Isso ajuda a fortalecer o sistema imunitário do bebê, criando resistência para combater futuras possíveis infecções e doenças.

      Se gostaria de voltar a amamentar, faça isso. É ótimo para o seu bebê e também pra você. E ter outro não prejudica a amamentação de modo algum. Inclusive, é possível amamentar grávida e é possível amamentar dois filhos (de idades diferentes) ao mesmo tempo!

      Espero ter ajudado. Ignore esse pessoal, falador tem demais 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vila Materna é um portal de informações baseada em evidências científicas sobre gestação, maternidade e educação e com firme compromisso com a perspectiva feminista e os direitos das mulheres e crianças.

Inspiração

“A mulher viva e politizada afirma ser uma pessoa quer esteja ligada a uma família ou não, quer esteja ligada a um homem ou não, quer seja mãe ou não”.


– Adrienne Rich, Of Woman Born: Motherhood as Experience and Institution

Aline Rossi © 2020. Todos os direitos reservados.